Bruce Timm, produtor de Batman: A Piada Mortal, e Mark Hamill, o dublador do Coringa, adiantaram em entrevista à Empire o que esperar do longa animado para maiores da DC Comics.

Segundo Timm, “A Piada Mortal é provavelmente a história mais sombria já feita pela DC até o momento”. “A ideia de adaptar essa história sempre me aterrorizava, por causa do tom implacavelmente sombrio que ela tem. O que acontece com Bárbara Gordon até hoje é controverso”, acrescentou.

“Isso me surpreendeu, o quão delicado é o material da Batgirl”, emendou Hamill, reforçando logo depois a linha adulta da animação.


“Posso dizer que o Batman não é exatamente como na graphic novel. Eu só lamento não ter mais 9 anos, porque se tivesse essa idade de novo, provavelmente [o filme] seria aquilo que eu mais gostaria de assistir, mesmo seu público-alvo sendo outro. Eu espero que as pessoas entendam que, quando dizemos que a animação é para maiores, realmente é para maiores”, concluiu.

Baseado na cultuada HQ de Alan Moore, Batman: A Piada Mortal será lançado em Blu-ray e DVD no dia 2 de agosto – uma semana antes da estreia de Esquadrão Suicida. Antes de chegar às lojas dos EUA, porém, a animação será exibida na Comic-Con de San Diego, que acontece entre os dias 21 e 24 de julho.

A Piada Mortal se tornará o segundo filme da DC Comics a obter classificação etária máxima depois da versão estendida de Batman vs Superman: A Origem da Justiça.

Kevin Conroy (voz de Bruce Wayne/Batman), Mark Hamill (Coringa), Tara Strong (Barbara Gordon/Batgirl) e Ray Wise (Comissário Gordon) formam o elenco de dubladores.

A polêmica HQ, originalmente publicada em 1988, ficou conhecida por seu controverso final, que terminou deixando uma dúvida – Batman matou ou não matou o Coringa? – além de ter cenas fortes envolvendo o Coringa; em uma das páginas, ele paraliza Barbara Gordon e em seguida tira as roupas dela, em outra página ela amarra o Comissário Gordon e o força a ver fotos horríveis de sua filha.