Em maio deste ano, saiu a informação de que Homem de Ferro 3 originalmente teria uma vilã, mas a Marvel vetou a decisão do roteirista/diretor Shane Black por temer baixas vendas dos brinquedos do filme (veja aqui). Além disso, o estúdio também teria reduzido as participações de pelo menos duas atrizes.

Uma delas, Rebecca Hall, confirmou a notícia apenas agora durante entrevista (via Comic Book). Segundo a intérprete da Dr. Maya Hansen, “a história é 100% verdadeira” e ela estava “morrendo de vontade de contá-la para alguém, mas estranhamente eu não tive a oportunidade”.

“Eu fechei contrato para fazer um papel que era substancial”, continuou Hall. “Ela não era inteiramente uma vilã – haveria diversas fases da personagem – mas eu assinei para fazer algo bem diferente do que acabei fazendo”, reconheceu.


“Mas a Marvel está pagando por seus erros agora e eu aplaudi quando eles escalaram Brie Larson para ser a Capitã Marvel. Aleluia. É a hora das mulheres em coisas de super-heróis”, finalizou a atriz.

Atriz de Jessica Jones sobre polêmica com vilã: “Garotas podem vendem brinquedos!”

Anteriormente, o diretor de Homem de Ferro 3 tentou explicar a controvérsia:

“Houve um problema em um dos roteiros iniciais, que tinha uma personagem feminina como vilã”, disse Black. “Nós chegamos a terminar o roteiro, mas recebemos um comunicado pedindo para barrá-lo e precisamos mudar de ideia. Após algumas consultas, eles decidiram que os brinquedos [relacionados ao filme] não venderiam tão bem com uma vilã”, entregou.

Homem de Ferro 3 é o pior filme da Marvel e Guerra Civil é o melhor, segundo fãs

Os três filmes do Homem de Ferro arrecadaram juntos US$ 2 bilhões pelo mundo, mas não indícios de que a Marvel tenha interesse em fazer a quarta parte da franquia.

“Sinto que poderia fazer mais um Homem de Ferro”, diz Robert Downey Jr