Uma pesquisa liberada nesta sexta-feira (07) durante evento no Festival de Cinema do Rio de Janeiro aponta que quase metade da população brasileira não tem acesso a uma sala de cinema.

Entre 2013 e 2015, verificou-se aumento do número de ingressos de cinema vendidos no país (de 149,5 milhões para 173 milhões de ingressos). Ao mesmo tempo, o número de salas de exibição em cinema aumentou 12,2%, passando de 2.679 salas para 3.005 salas.

Apesar dessa evolução, o acesso ao cinema no Brasil continua limitado. Em 2015, 93,2 milhões de pessoas não possuíam acesso a salas de cinema na cidade em que moravam – ou seja, 46% da população brasileira.


Que Horas Ela Volta? ganha Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Netflix incentiva cinema brasileiro com prêmio; Alice Braga está no júri

O estudo ainda mostra que a indústria de cinema e televisão injeta diretamente R$ 23 bilhões por ano na economia brasileira. Para se ter uma ideia, este montante equivale ao valor total do Bolsa Família. 

Na mesma linha, o faturamento bruto do setor é de R$ 55,4 bilhões por ano, sendo responsável por 0,38% da economia brasileira.

A radiografia foi elaborada pela Consultoria Tendências, por encomenda da Motion Picture Association na América Latina (MPA-AL), e com apoio do Sindicato da Indústria do Audiovisual (Sicav).