Uma semana antes do lançamento mundial de Rogue One: Uma História Star Wars, apoiadores de Donald Trump ameaçam boicotar o filme.

A ação começou com a tag “#DumpStarWars” no twitter. Os apoiadores alegam que o final foi regravado a fim de se inserirem cenas “anti-Trump”.


No tweet acima, Jack Posobiac diz: “Os roteiristas de Star Wars regravaram Rogue One para adicionar cenas anti-Trump, chamando-o de racista. Repugnante.”

Rogue One | Se torne um piloto Rebelde com seu capacete personalizado oficial

Rouge One realmente teve algumas cenas regravadas, mas ao que tudo indica, não houve finalidade política. A Disney negou tais acusações.

De fato, o roteirista Chris Weitz declarou, também pelo Twitter e logo após a eleição de Trump, que algumas cenas poderiam ser interpretadas como uma crítica ao presidente eleito, como por exemplo “O Império é uma supremacia organizada de homens brancos”.

Rogue One: Um História Star Wars estreia na próxima quinta feira, 15 de dezembro.