Já faz um tempo que Freddy Krueger não aparece nas telonas, mais especificamente desde o remake de 2010 e faz mais tempo ainda desde que Robert Englun interpretou Freddy. Ainda assim, o ator revelou uma ideia que teve para um potencial reboot.

Em recente entrevista falando sobre a série documental da AMC, Eli Roth’s History of Horror, o ator comentou sobre a ideia do reboot, que traria uma abordagem diferente para o famoso vilão.

“Eu escolheria diferentes atores para interpretar Freddy para cada potencial vítima. Porque Freddy somente está vivo na imaginação de sua futura vítima. Eles falariam sobre isso em uma festa, ou na escola, ou no ônibus indo para casa. Tudo o que sabemos sobre esse Fred Krueger é que ele usa um chapéu, veste um suéter listrado em verde e vermelho e tem uma mão com garras. Esses são os específicos, então poderia ser um cardigan vermelho e verde para um Freddy. Poderia ser um chapéu de baseball para outro Freddy. Freddy poderia ser alto, baixo, acima do peso, com músculos definidos. Cada uma das vítimas teria um Freddy diferente imaginado por eles. E você poderia assombrá-los com esse Freddy.”


Estrela de A Hora do Pesadelo fez um filme onde Freddy Kruger era influenciado por Chales Manson

A ideia realmente jogaria uma nova luz sobre o popular filme de terror, mas não deixa de ir de encontro com alguns aspectos já abordados em filmes anteriores. Por exemplo, Krueger não existe somente na imaginação das vítimas, ele já foi apresentado como o fantasma de um zelador e uma força demoníaca.

Englund, no entanto, pensou sobre isso e disse que a vítima final mostraria a verdadeira aparência de Krueger.

Quem sabe veremos essa ideia, ou algo proximo disso, ser usado em um possível reboot da franquia. Afinal, Halloween ganhará um novo filme em breve e Freddy Krueger é icônico demais para ser esquecido.