As chances de James Gunn voltar para a direção de Guardiões da Galáxia Vol. 3 parecem cada vez mais reduzidas. A Vareity reporta que o presidente dos estúdios Marvel, Kevin Feige, também estaria apoiando a decisão da Disney de manter o diretor fora da produção.

Recentes rumores chegaram a indicar até que Kevin Feige estaria tentando convencer a Disney a recontratar James Gunn. A última publicação da famosa revista diz o contrário.

“Fontes adicionam que enquanto rumores afirmavam que Feige tentava trazer James Gunn de volta, Feige estava apoiando a decisão do estúdio de não recontratar o diretor para o terceiro filme de Guardiões”, cita a publicação.


Guardiões da Galáxia 3 | Após reunião, Disney confirma que James Gunn não voltará

Antes, a Variety já havia informado que o presidente da Disney, Alan Horn, não mudaria a sua posição sobre a demissão.

James Gunn foi demitido após um grupo da extrema direita americana trazer à tona antigos tweets onde o diretor e roteirista fazia piadas envolvendo pedofilia e estupro.

Desde então, diversas figuras de Hollywood defenderam o diretor, incluindo o elenco de Guardiões da Galáxia; que escreveu uma carta aberta esclarecendo apoio ao cineasta.

A produção de Guardiões da Galáxia Vol. 3 segue paralisada.