David Gordon Green, diretor do novo Halloween, queria modificar mais do que a linha cronológica da franquia. Como se sabe, o longa será uma sequência direta do clássico de 1978, ignorando todas as outras continuações que já foram lançadas.

Em coletiva de imprensa, o diretor confessou que queria também regravar o final do filme de 1978 para começar a sua versão de Halloween.

“Mesmo quando o roteiro ainda estava em produção, nós íamos regravar o final do filme original de uma perspectiva diferente”, revelou o cineasta.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O diretor comentou ainda que tinha tudo preparado para isso. Havia selecionado atores para interpretar os personagens que aparecem em cena e Jamie Lee Curtis passaria por processo de efeitos especiais para parecer como se tivesse 19 anos novamente. Até mesmo um novo personagem seria introduzido, o Xerife Hawkins, interpretado por Will Patton.

“Eu selecionei ele”, garantiu o cineasta.

Halloween | Reboot recebe 9 novas e aterrorizantes imagens

A preocupação de David Gordon Green era de que ninguém se lembrasse do final de 1978, o que pode prejudicar o entendimento da nova história. No entanto, John Carpenter, criador da franquia, deu a palavra final.

“Foi Carpenter quem me acalmou no set. Eu disse para ele, ‘Ninguém vai se lembrar o que aconteceu e de onde vem tudo isso’. Ele me respondeu, ‘Confie neles e os deixe sozinhos descobrir tudo'”, relembrou o diretor na coletiva.

O novo filme de Halloween é ambientada 40 anos após o clássico de John Carpenter, trazendo Jamie Lee Curtis, Nick Castle, Judy Greer e Miles Robbins no elenco central.

David Gordon Green dirige o filme e escreve o roteiro ao lado do comediante Danny McBride, além de ter produção do renomado Jason Blum e trilha sonoral original do próprio Carpenter.

Halloween estreia nos cinemas brasileiros em 18 de outubro de 2018.