Recentemente, duras críticas foram tecidas à atores héteros cis por interpretarem personagens LGBTQ+. Scarlett Johansson foi criticada por interpretar uma personagens trans (e acabou abandonando o papel), enquanto que Jack Whitehall também recebeu comentários negativos por viver o primeiro homem gay em Jungle Cruise, da Disney.

Agora, em entrevista ao Yahoo Movies, Kit Harington, de Game of Thrones, defendeu o direito dele e de outros atores heterossexuais de interpretar personagens LGBTQ+.

“É uma conversa interessante, que precisa acontecer, que deveria estar acontecendo”, disse o astro de Game of Thrones. “Se você está me perguntando se esse papel deveria ter sido interpretado por um ator gay, eu teria de discordar”.


Kit Harington, de Game of Thrones, questiona Marvel por não ter protagonista gay

Harington se refere ao seu personagem em The Death and Life of John F. Donovan, novo filme de Xavier Dolan, no qual o ator vive uma estrela de televisão que mantém sua homossexualidade em segredo.

“Somos atores, interpretamos coisas diferentes. Não necessariamente acho que, porque John F. Donovan seja gay no filme, que ele tenha de ser interpretado por um ator gay. Tenho alguns problemas com esse tipo de argumento”.

“Como atores interpretamos todos os tipos de personagens”, continuou Harington, “não temos de ser aquilo [que interpretamos], aquele que vivemos no filme. Onde isso vai parar?”

Xavier Dolan, que é abertamente gay, continuou, dizendo que esse tipo de conversa não é fácil.

“Tenho empatia e entendo o espectro nessa conversa, mas tenho dificuldade com pessoas que, por prescrição e natureza tenham direito a certos papéis, enquanto outras não têm”, explicou o diretor. “Claro, a verdade é que atores LGBTQ, artistas queer têm muito menos oportunidades que atores héteros e isso pode ser condenado”.

“Atuar é sobre se tornar outra pessoa e, se você não consegue, ou espera ser considerado, para um papel porque você não é da mesma orientação sexual, o oposto também é verdade. Se eu sou gay e deveria ter mais direito à papéis de personagens gay, então pessoas heterossexuais deveriam ter preferência aos personagens héteros, então eu nunca poderia ser um ator e ser hétero em cena”.

Anteriormente, Kit Harington já havia criticado a Marvel por não ter atores gays em seus filmes, o que não contradiz sua fala aqui, visto que eles poderiam muito bem interpretar personagens hétero.

Aliás, a sexualidade de muitos personagens nos filmes da Marvel jamais foram expostas, o que torna ainda mais irrelevante a necessidade de contratar exclusivamente atores héteros.