William Shatner voltou a falar sobre o seu icônico papel como Capitão Kirk, em Star Trek Generations (1994) e em Star Trek (1966 – 1969). Na convenção da IC Collectors, em Nashville, o ator entrou em tema polêmica: a decisão sobre matar o personagem em Generations.

O ator explicou que a decisão não teve nada de artístico. Tudo foi pensado do ponto de vista financeiro.

“Os produtores me disseram, ‘Nós vamos matar Kirk porque nós achamos que Star Trek: Nova Geração terá maior arrecadação nas bilheterias’, e eu disse, ‘Por que? Por que vocês tem que matar o capitão?’. Eles responderam,’Ah, as bilheterias, as despesas e o orçamento'”, relembrou o ator.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Star Trek 4 | William Shatner comenta sobre a saída de Chris Pine

William Shatner vem sendo colocado em uma série de rumores para ter a sua própria série de Star Trek. Tudo começou por conta do ambicioso plano da CBS, que já confirmou a volta de Patrick Stewart como o capitão Jean-Luc Picard em uma futura produção do CBS All Access.

Atualmente, a emissora produz e exibe Star Trek: Discovery, que tem a 1ª temporada já está disponível na Netflix, no Brasil. A série tem uma 2ª temporada em desenvolvimento, com estreia marcada para 2019.