Os fãs de Top Gun não poderão ver Jester, vivido por Michael Ironside, na sequência Top Gun: Maverick. Para o The Hollywood Reporter, o ator confirmou a informação.

Além disso, o veterano relatou o motivo que o fez não estar no longa. Há um nome e sobrenome responsável para isso: Jerry Bruckheimer.

“Eu não estarei no filme. A única pessoa que ainda está no comando é Jerry Bruckheimer e o Senhor Bruckheimer e eu não nos damos bem, ou não nos dávamos bem. Ele me ofereceu um projeto há 10 ou 12 anos, e eu disse não. Na vez seguinte que eu o vi em um jogo de hockey, eu vi ele e disse, ‘Hey Jerry’, e ele apenas virou as costas, então percebi, ‘Essa relação acabou'”, explicou o ator.


Apesar do desentendimento, o ator não julga o produtor.

Top Gun: Maverick | Tom Cruise veste jaqueta clássica e pilota moto em novas fotos

“Ele tem um negócio a cuidar, ele tem que fazer as suas decisões baseadas no seu jeito de fazer as coisas e o que o faz seguro”, contou Michael Ironside.

Top Gun: Maverick conta com a volta de Tom Cruise ao papel principal, em elenco que tem Jon Hamm, Ed Harris, Glen Powell e Jennifer Connelly.

O novo filme também conta com o retorno de Val Kilmer a seu papel icônico de Tom ‘Iceman’ Kazansky. A trama envolverá o desenvolvimento de drones no exército americano.

Dirigido por Joseph Kosinski, Top Gun: Maverick estreia nos cinemas americanos em 26 de junho de 2020.