Venom teve uma recepção mista entre críticos e públicos, com muitos encontrando alguns erros e furos de roteiro no filme da Sony, que pretende iniciar uma universo.

Em entrevista ao GameSpot, o diretor Ruben Fleischer respondeu sobre um dos furos de roteiro do filme, que incluem o simbionte Riot trocando de hospedeiros à vontade para sobreviver, e por qual motivo ele teria ficado preso ao mesmo hospedeiro após um período de seis meses.

“A ideia era que Riot estava usando a força de vida de quem ele pegava, e então ele foi pulando de hospedeiro enquanto os consumia e encontrava novos hospedeiros para carregá-lo além em sua jornada… É, essa é uma boa pergunta. Essa é uma das nossas poucas – eu espero – quebras de lógica. Mas precisávamos de um salto temporal para mostrar a decaída de Eddie, e essa foi a única coisa que não fez sentido”, admitiu o diretor.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

“Mas eu gosto de pensar que aquela velhinha ficou todo esse matando pessoas pela Malásia. Só se divertindo ao atirar dardos de suas mãos”, completou Fleischer.

Venom 2 | Mesmo com Carnificina, sequência deve ter indicação para menores de idade

Desenvolvido pela Sony, Venom pretende abordar um lado anti-herói do vilão, e não deve contar com a presença do Homem-Aranha. A ideia do estúdio é estabelecer seu próprio universo compartilhado com personagens do Cabeça de Teia, colocando responsabilidade nos ombros do diretor Ruben Fleischer (Zumbilândia).

Tom Hardy, Michelle Williams, Riz Ahmed, Michelle Lee e Woody Harrelson compõem o elenco principal.

Venom está em exibição nos cinemas brasileiros.