Uma das dúvidas de Venom era se o personagem não ficaria igual a sua versão apresentada em Homem-Aranha 3, de 2007. Na ocasião, Eddie Brock foi vivido por Topher Grace.

Ao CinemaBlend, o diretor Ruben Fleischer explicou que pediu especificamente para que o seu Venom fosse diferente do último. O cineasta contou com a inspiração nos quadrinhos e muita tecnologia para isso.

“O processo de criação de Venom totalmente com computação gráfica foi um salto de fé desde o início. Em Homem-Aranha 3, eles basicamente fizeram isso e nós sabíamos que queríamos ter algo diferente. E também, a tecnologia evoluiu tanto desde então que poderíamos fazer um filme com Venom parecendo completamente real se quiséssemos. Mas, foi um longo processo. O que nós tivemos sorte foi ter como critério a maneira como ele se parece nos quadrinhos. E eu fui muito específico, você sabe, há muitas versões de Venom. Então eu fui muito específico de quais quadrinhos nós queríamos nos inspirar, dando a eles diferentes tons para usar”, contou o cineasta.


Venom | Filme é recebido com reações mistas dos críticos

Desenvolvido pela Sony, Venom pretende abordar um lado anti-herói do vilão, e não deve contar com a presença do Homem-Aranha. A ideia do estúdio é estabelecer seu próprio universo compartilhado com personagens do Cabeça de Teia, colocando responsabilidade nos ombros do diretor Ruben Fleischer (Zumbilândia).

Tom Hardy, Michelle Williams, Riz Ahmed, Michelle Lee e Woody Harrelson compõem o elenco principal.

Venom estreia nos cinemas brasileiros em 4 de outubro.