Robin Hood: A Origem caminha para se tornar o maior fracasso nas bilheterias em 2018.

Segundo dados do The Wrap, o filme arrecadou apenas US$ 14 milhões durante seus cinco primeiros dias em exibição nos Estados Unidos, contra um orçamento de US$ 100 milhões.

Mundialmente, as notícias também não são boas. Robin Hood: A Origem conseguiu US$ 22,8 nos mercados fora dos Estados Unidos em que estreou. Dessa forma, o filme teve a pior abertura para uma filme com orçamento de mais de US$ 90 milhões este ano.


Robin Hood: A Origem | Diretor explica porque o filme não é historicamente correto

No filme, Little John (Jamie Foxx) treina Robin Hood (Taron Egerton) para aprender a roubar os ricos. Little John, um comandante mouro, dá início a uma revolta contra a coroa britânica e acaba transformando Robin em um grande herói.

O longa traz também Eve Hewson, Jamie Dornan e Ben Mendelsohn no elenco e é descrito, pelo próprio diretor, como uma abordagem revisionista da lenda de Robin Hood.

A direção fica nas mãos de Otto Bathurst (Black Mirror), com roteiro de Ben Chandler e David James Kelly. A produção é de Leonardo DiCaprio, Jennifer Davisson, Basil Iwanyk, Tory Tunnel e Joby Harold.

Robin Hood: A Origem chega aos cinemas brasileiros no dia 29 de novembro.