Com a estreia de Robin Hood: A Origem se aproximando e críticas negativas sobre vários aspectos do filme se acumulando na internet, Taron Egerton, que interpreta o protagonista do longa, afirmou que uma parte interessante da trama foi cortada na versão final.

Robin Hood: A Origem | Herói procura por justiça em novos comerciais de TV

“Eu não sei o quanto posso falar sobre isso, mas uma coisa que se perdeu e eu achei que era bem interessante, era a tensão racial entre Robin e John no início do filme”, afirmou Egerton em entrevista ao Yahoo! Movies.


No filme, os personagens se conhecem em um campo de batalha entre muçulmanos e cristãos.

“Eu acho que qualquer coisa que aumente a tensão e crie conflitos em um filme é ótima, mas isso foi perdido no processo de edição. Não é nada para perder o sono.”, afirmou o ator.

No filme, Little John (Jamie Foxx) treina Robin Hood (Taron Egerton) para aprender a roubar os ricos. Little John, um comandante mouro, dá início a uma revolta contra a coroa britânica e acaba transformando Robin em um grande herói.

O longa traz também Eve Hewson, Jamie Dornan e Ben Mendelsohn no elenco e é descrito, pelo próprio diretor, como uma abordagem revisionista da lenda de Robin Hood.

A direção fica nas mãos de Otto Bathurst (Black Mirror), com roteiro de Ben Chandler e David James Kelly. A produção é de Leonardo DiCaprio, Jennifer Davisson, Basil Iwanyk, Tory Tunnel e Joby Harold.

Robin Hood: A Origem chega aos cinemas brasileiros no dia 29 de novembro.