Em uma entrevista para o podcast Playback, da revista Variety, Rob Marshall, diretor de O Retorno de Mary Poppins, abriu o jogo sobre suas expectativas para o lançamento e suas intenções ao produzir o longa.

O Retorno de Mary Poppins | Emily Blunt fala sobre a alegria de viver a babá em novo vídeo

“Essa ideia que um raio de luz pode chegar e te ajudar a superar tempos sombrios sempre foi algo muito pessoal para mim. Nosso filme é ambientado na Grande Depressão em Londres, e para mim, essa época se relaciona muito bem com a atualidade. Eu sei que muitas pessoas estão lutando para conseguir pagar as contas no final do mês, para constituir uma família”, afirmou o diretor.


O diretor também revelou que o filme vai lidar com temas pesados, como luto e perda.

“Eu sempre fui atraído pela ideia da perda, não apenas do deslumbramento e alegria que temos quando somos crianças, mas também a perda da mãe. O filme é sobre uma família que precisa se curar. Então, eu quero passar uma mensagem de esperança. Acho que é exatamente disso que estamos precisando agora”, contou Marshall.

Em O Retorno de Mary Poppins, Emily Blunt assume o papel da personagem que ficou eternizada por Julie Andrews no clássico de 1964. Mas, de acordo com a atriz, a sua versão será um tanto diferente da de Julie.

O elenco conta ainda com Lin-Manuel Miranda, Dick Van Dyke e Angela Lansbury. A direção é de Rob Marshall (Caminhos da Floresta) e o roteiro fica por conta de David Magee.

O Retorno de Mary Poppins estreará em 20 de dezembro de 2018.