O animador Bob Persichetti é um dos três diretores de Homem-Aranha no Aranhaverso, mas o filme quase não contou com a participação do artista.

Isso porque Persichetti só entrou no projeto após a Sony perder um acordo para a produção do filme inspirado nos brinquedos Playmobil, que está sendo conduzido pela produtora francesa ON Animation Studios.

“Vou te contar uma pequena história. Eu tentei fazer Playmobil aqui, com os franceses que fizeram O Pequeno Príncipe” disse o diretor em entrevista ao Cartoon Brew.


Persichetti continuou: “Escrevi um roteiro para isso e aquilo. Sony estava tentando comprar isso. O acordo deu errado com os franceses, mas eu não era um contratado exclusivo deles ou algo assim. Eu só estava envolvido com aquele projeto”.

Graças a isso, Persichetti acabou sendo convidado a participar do filme do Homem-Aranha: “Eles me disseram ‘O que você acha de Homem-Aranha?’, e eu estava meio ‘Eu não estava realmente pensando no Homem-Aranha’. Eles me disseram que os produtores Phil [Lord] e Chris [Miller] haviam escrito um roteiro e queriam que eu lesse. Foi minha introdução com esses caras, porque eu nunca tinha trabalhado com eles”.

Homem-Aranha no Aranhaverso, Wifi Ralph e mais filmes animados que estreiam em 2019

Em Homem-Aranha no Aranhaverso, o jovem Miles Morales se vê com problemas na escola e passa por uma nova fase com a puberdade, ao mesmo tempo em que aprende a utilizar os seus novos poderes de Homem-Aranha.

Para lidar com tudo isso, o garoto ganha novos amigos, que são simplesmente os heróis de outros universos, como Peter Parker (Jake Johnson), o Porco-Aranha (John Mullaney), O Homem-Aranha Noir (Nicolas Cage), a Spider-Gwen (Hailee Steinfeld) e a Peni Parker (Kimiko Glenn).

O roteiro de Homem-Aranha no Aranhaverso foi escrito por Phil Lord e Chris Miller, dupla responsável pela comédia Anjos da Lei e a animação Uma Aventura LEGO.

Homem-Aranha no Aranhaverso estreia nos cinemas brasileiros em 10 de janeiro de 2019.