Com mais de quarenta anos de carreira, Rita Cadilac gostaria de ver a sua vida e trajetória nas telonas. Em conversa com o Observatório do Cinema, a cantora do hit “É Bom para o moral” gostaria de contar com a atriz Juliana Paes como protagonista da sua história.

Para quem não se lembra, Rita fez carreira no extinto Cassino do Chacrinha, exibido nos 80 pela Globo. Foi lá que a apresentadora Angélica ganhou o prêmio da criança mais bonita do Brasil posando ao lado de Rita, um fenômeno da época.

“Já vieram me perguntar se eu dava os direitos. Dou tudo. Adoro a Juliana Paes. Ela seria uma boa Rita Cadilac”, afirmou a atriz que em 2018 esteve em cartaz com o espetáculo Luz Del Fuego. Em 2019, a artista pretende retomar a peça.


Silvio Santos – O Sequestro | Cinebiografia do dono do SBT com Rodrigo Faro ganha data de estreia

Assim como Gretchen, Rita é uma das musas dos anos 70 e 80 que ganharam fama com hits sensuais. No caso de Cadilac, ela foi a principal assistente de palco do Velho Guerreiro, que em 2018 também ganhou uma cinebiografia.

Com milhares de fãs pelo país, Rita já foi destaque das principais revistas masculinas e protagonizou filmes adultos, ganhou o título de madrinha dos presidiários, destaque no longa Carandiru, e integrou o elenco da Fazenda Atualmente se dedica ao Carnaval e quem sabe sonha em fazer novelas.