Além das acusações de abuso sexual que anda recebendo, o diretor Bryan Singer também foi acusado de ter um comportamento caótico durante os bastidores de Bohemian Rhapsody, chegando a brigar com o ator Rami Malek inúmeras vezes.

Em entrevista ao Hollywood Reporter, Malek contou que apoia as supostas vítimas de Singer e que realmente não teve um bom relacionamento com o cineasta.

“Meu coração está com qualquer pessoa que possa ter passado por algo como o que ouvi. É horrível que isto continua acontecendo à luz da era #MeToo”, comentou. “Queria conversar com qualquer um sobre o que aconteceu com Bryan. Minha situação com Bryan foi desagradável, mas não rolou nada disso. É só o que posso dizer no momento.”


Atriz de The O.C. compartilha foto antiga com Rami Malek, de Bohemian Rhapsody

Bohemian Rhapsody retrata a rápida ascensão de Freddie Mercury (Rami Malek) e do Queen ao sucesso. A trama ainda pretende explorar a relação do líder com os seus colegas de banda, Brian May (Gwilym Lee), John Deacon (Joseph Mazzello) e Roger Taylor (Ben Hardy).

O elenco ainda conta com participações de Lucy Boynton, Mike Myers e Tom Hollander.

A direção ficou por conta de Bryan Singer, que foi demitido ao longo da produção, sendo substituído por Dexter Fletcher (Rocketman). O filme concorre a 5 categorias do Oscar, incluindo Melhor Filme.