Lançado em 1993, Feitiço do Tempo foi um dos pioneiros na utilização de loops temporais como elemento narrativo. Agora, o filme vai ganhar uma sequência, porém ela não será exibida nos cinemas.

Diretor de Doutor Estranho revela relação do filme com Feitiço do Tempo

Feitiço do Tempo: Tal Pai tal Filho transporta o jogador para o dia repetido da vida de Phil Connors Jr., filho do protagonista do filme original.


O jogo é a primeira tentativa da Sony de se aventurar no mundo da ralidade virtal. No entanto, o game não é um prelúdio ou ação publicitária para um futuro filme da franquia.

“Nós não estamos produzindo um filme do Feitiço do Tempo. Isso é uma expansão da história em outro formato. Nós já fizemos um musical do filme, agora vamos produzir essa nova experiência imersiva”, conta Jake Zim, vice-presidente do grupo de realidade virtual da Sony, em entrevista à revista Variety.

O executivo também revela que a Sony tem planos ambiciosos para produtos em realidade virtual no futuro.

“Nós temos a habilidade para flexionar e modificar o quanto quisermos. Isso nos permitiu criar contratos com companhias de realidade virtual, plataformas e experiências imersivas de cinema”, afirma Zim.

O jogo de realidade virtual ainda não conta com previsão de lançamento.

Feitiço do Tempo foi estrelado por Bill Murray e dirigido por Harold Ramis. Na trama, Murray interpreta o repórter Phil Connors, que fica revivendo o mesmo dia, 2 de fevereiro, até que ele aprenda algumas lições de vida.