O filme Green Book: O Guia é baseado na história real do músico Don Shirley, e seu herdeiro Michael Kappeyne, em entrevista para o The Hollywood Reporter, nesta quarta-feira, dia 20, abriu o jogo sobre o que achou do longa-metragem.

Green Book: O Guia | Roteirista do filme pede desculpa após tweet xenofóbico: “Vou melhorar”

Ele foi só elogios à atuação de Mahershala Ali como seu padrinho, arriscando a dizer que Don ficaria honrado com sua interpretação: “É maravilhoso. O Dr. Shirley é uma figura enigmática. A solidão e a cautela, realmente o retrataram ali no filme. Ele ficaria muito satisfeito com a maneira que Mahershala o interpretou no filme.”


Michael também aproveita para falar de uma cena polêmica em Green Book: O Guia onde Tony Vallelonga (Viggo Moertensen) ensina para Don (Mahershala Ali) a comer um frango frito com as mãos. O público, é claro, não engoliu o fato de que o pianista não saberia como comê-lo.

Sobre isso, ele explica: “É claro que Don sabia como comer frango, mas ele não iria cair nesse estereótipo na frente de Tony”.

Green Book: O Guia é dirigido por Peter Farrelly (Quem Vai Ficar com Mary?) e traz Viggo Mortensen (O Senhor dos Anéis) e Mahershala Ali (Moonlight: Sob a Luz do Luar) como protagonistas.

Ali interpreta o pianista Don Shirley, enquanto que Mortensen vive Tony Vallelonga, que é contratado pelo pianista para protegê-lo em uma jornada até um concerto no Sul do país.

Green Book é baseada na amizade, da vida real, desenvolvida por dois homens após uma difícil jornada. O roteiro do filme foi escrito por Farrely, Brian Hayes Currie e Nick Vallelonga, filho de Tony.

Green Book: O Guia estreia em 24 de janeiro no Brasil.