O ator Wagner Moura revelou em entrevista para o site The Hollywood Reporter, nesta quinta-feira, dia 14, que a primeira escolha para o protagonista de seu filme Marighella era, na verdade, o cantor Mano Brown.

Festival de Berlim | Marighella, filme dirigido por Wagner Moura e estrelado por Seu Jorge, representa Brasil no evento

Sobre a escalação final de Seu Jorge, Wagner explica: “Nós, na verdade, começamos todo o processo da filmagem com o Mano Brown, o líder de um dos mais importantes grupos de rap do Brasil chamado Racionais. Marighella era um poeta, para mim um homem negro das favelas que é um poeta, mas também agressivo com suas letras e no que diz – ele foi minha primeira escolha para Marighella, mesmo não sendo um ator.”


O empecilho da participação de Mano Brown no filme, de acordo com Moura, foi sua extensa agenda de shows no Brasil: “Nós começamos os ensaios com ele, mas nesse tempo os Racionais tiveram vários shows no país e nós precisávamos que ele fosse comprometido com o personagem, se não não funcionaria.”

Foi assim que Wagner decidiu escalar Seu Jorge para o papel principal: “Eu tive que substitui-lo semanas antes das filmagens começarem e eu precisava de alguém que fosse um ator. Seu Jorge é um grande amigo meu e provavelmente a pessoa mais talentosa que eu conheço.”

Marighella é uma cinebiografia do político Carlos Marighella, que ficou conhecido como um opositor das ditaduras de Getúlio Vargas, na década de 30, e na Ditadura Militar, de 1964 a 1985.

Apesar de ser exibido em Berlim, o filme ainda não tem previsão de estreia no Brasil.