A dança da chaminé em Mary Poppins, clássico de 1964, remete às raízes do “blackface”, prática teatral muito controversa em que atores brancos representavam personagens afro-americanos de forma exagerada e estereotipada, de acordo com um acadêmico dos Estados Unidos.

Em um artigo publicado no New York Times, Daniel Pollack-Pelzner, professor de inglês e de estudos de gênero na Universidade de Linfield, no Oregon, chama a cena de “enegrecimento” e argumenta que, apesar de parecer inocente, traz conotações mais preocupantes.

“Poderia parecer uma cena cômica inofensiva se os romances de P.L. Travers não associassem rostos enegrecidos de chaminés à caricatura racial”, escreveu.


Pollack-Pelzner lembra que os romances tinham uma forte conotação racista.

“‘Não me toque, seu negro pagão!’, gritava uma empregada doméstica em Mary Poppins Abre a Porta (1943), enquanto um homem se aproxima com sua mão escurecida. Quando se aproxima ainda mais, ela ameaça: ‘Se aquele hotentote entrar na chaminé, sairei pela porta’, diz ela, usando um insulto arcaico para negros sul-africanos que aparecem nas páginas e na tela.”

Ele continua: “O filme de 1964 reproduz este pânico racial em uma chave farsa. Quando as figuras escuras da chaminé varrem o telhado, o almirante Boom grita: ‘Estamos sendo atacados por hotentotes!’, ordenando que seu canhão seja disparado contra os ‘diabinhos atrevidos’.”

“Parece uma brincadeira, mas estes não são realmente negros africanos. São dançarinos brancos e sorridentes com blackface. É uma paródia da ameaça negra. Foi até postado em um site nacionalista como evidência da hierarquia racial do filme. E não são apenas idiotas como o almirante que usam esta linguagem. No romance de 1952, Mary Poppins no Parque, a própria babá conta a um perturbado Michael: ‘Entendo que esteja se comportando como um hotentote.'”

A Disney não quis comentar sobre o assunto.

O Retorno de Mary Poppins | Emily Blunt e Lin-Manuel Miranda cantam em nova cena do filme

Em O Retorno de Mary Poppins, Emily Blunt assume o papel da personagem que ficou eternizada por Julie Andrews no clássico de 1964. Mas, de acordo com a atriz, a sua versão será um tanto diferente da de Julie.

O elenco conta ainda com Lin-Manuel Miranda, Dick Van Dyke, Angela Lansbury e Meryl Streep. A direção é de Rob Marshall (Caminhos da Floresta) e o roteiro fica por conta de David Magee.

O Retorno de Mary Poppins está em exibição nos cinemas brasileiros.