Green Book: O Guia ganhou o prêmio de Melhor Filme no Oscar 2019, mas ao mesmo tempo recebeu diversas críticas. Entre elas, de que é “o pior vencedor desde Crash: No Limite (2006)” e que é uma “sinfonia de mentiras”.

Esse último comentário foi feito por familiares de Don Shirley, que é retratado por Mahershala Ali no filme. Logo após a cerimônia, os produtores defenderam a produção das críticas.

“Sim, sempre foi desencorajador, mas nós voltamos para o filme. Quando tínhamos um dia ruim, nós nos focávamos no filme, e nos lembramos que estamos todos orgulhosos com o filme – nós e todas 500 pessoas que participaram dele”, afirmou o produtor Jim Burke.


Lady Gaga quer fim da separação de gêneros em categorias do Oscar

Nick Vallelonga, que além de escritor é produtor e filho de Tony, vivido no filme por Virgo Mortensen, tratou diretamente sobre as críticas da família Shirley.

“Don Shirley me disse para não falar com ninguém. Ele me disse a história que queria contar. Ele protegeu a sua vida privada e outras coisas sobre ele – coisas miraculosas. Ele era um homem incrível. Ele sempre me dizia, ‘Se você for contar a história, conte de mim, do seu pai, e de mais ninguém'”, afirmou o escritor.

Bohemian Rhapsody, A Favorita, Infiltrado na Klan, Nasce Uma Estrela, Pantera Negra, Roma e Vice também disputaram a categoria de Melhor Filme.