Green Book: O Guia ganhou o prêmio de Melhor Filme no Oscar 2019 e Spike Lee, que tinha Infiltrado na Klan concorrendo na categoria, ficou irado. É isso que afirma o Deadline.

O site, que estava com um repórter no local, descreve que assim que Green Book: O Guia foi anunciado como Melhor Filme, Spike Lee tentou deixar o Dolby Theater de forma apressada. Jordan Peele, conhecido por Corra!, foi atrás do colega e os dois tiveram uma discussão acalorada no fundo do teatro.

Logo depois, Spike Lee decidiu voltar ao seu lugar. O discurso dos vencedores estava acontecendo e o cineasta ficou de costas para o palco.


Oscar 2019 | Green Book: O Guia “é o pior Melhor Filme desde Crash”, afirma crítico

Além disso, após o Oscar 2019, Spike Lee foi irônico ao atender a imprensa. O diretor usava expressões como “o juiz errou” e afirmava que, “toda vez que alguém está dirigindo alguém eu perco”. O cineasta fez referência ao perder o prêmio de Melhor Filme em 1989 para Conduzindo Miss Daisy, enquanto concorria com Faça a Coisa Certa naquele ano.

O Deadline também lembrou que Spike Lee não quis comentar sobre Green Book: O Guia. Mas, que em entrevistas antes do Oscar afirmava que Infiltrado na Klan tinha uma abordagem mais contundente sobre o racismo.

Ainda concorreram na categoria Bohemian Rhapsody, A Favorita, Nasce Uma Estrela, Pantera Negra, Roma e Vice. O diretor Spike Lee não deu declarações sobre a matéria do Deadline.