Após Duncan Jones, filho de David Bowie, criticar a Salon Pictures por anunciar uma cinebiografia do músico sem o consentimento da família, os produtores de Stardust responderam os comentários e esclareceram alguns aspectos sobre a produção.

Stardust | Filho de David Bowie não aprova filme e pode boicotar produção

“Nós gostaríamos de esclarecer que o filme não é uma cinebiografia. Ele só vai tratar de um ponto culminante da vida de Bowie, e por isso, não depende das músicas dele. É como O Garoto de Liverpool foi para Lennon e Controle – A História de Ian Curtis foi para o Joy Division. A produção usa temas da época e músicas que Bowie fez covers, mas nenhuma faixa original. O filme foi escrito como uma ‘história de origem’, sobre o início de sua jornada, quando ele inventou o personagem Ziggy. Nós queremos focar no estudo do artista como personagem, não em sua música”, afirmou a equipe de produção do filme, em comunicado ao site The Independent.


O estúdio escolheu como protagonista Johnny Flynn, músico e ator, com participação em produções como Genius, Acima das Nuvens e Cruzada: Uma Jornada Através do Tempo. Jena Malone (Jogos Vorazes) e Marc Maron (GLOW) também fazem parte do elenco.

O filme é baseado em 1971, quando David Bowie fez a sua primeira viagem para América. O passeio inspirou a criação de Ziggy Stardust.

A direção ficará por conta de Gabriel Range, com roteiro de Christopher Bell.

Músico lendário, David Bowie morreu em janeiro de 2016 aos 69 anos após uma batalha secreta contra o câncer. Além da carreira musical, Bowie também se aventurou no cinema, estrelando produções como Labirinto, O Grande Truque e O Homem Que Caiu na Terra.

Stardust não tem previsão de lançamento.