Embora Robert DeNiro já tenha manifestado interesse em atuar em uma sequência de seu clássico filme Taxi Driver, o icônico filme de Martin Scorsese nunca terá uma continuação.

Em entrevista para o podcast The Q&A, o roteirista Paul Schrader, responsável pelo roteiro do filme, foi perguntado sobre a ideia de uma continuação.

“Não, não, não. Isso foi uma ideia idiota que o De Niro teve. Martin Scorsese disse, ‘Bobby [De Niro] quer fazer uma continuação para Taxi Driver’. E eu disse, ‘essa é a ideia mais idiota que eu já ouvi'”, disse Schrader.


“E com o Marty, você percebe rapidamente que ele quer que você seja o vilão da história. Ele não vai contar pro Bob que essa é a ideia mais idiota que ele já ouviu. Então nós almoçamos juntos e eu disse, ‘Bob, essa é a ideai mais idiota que eu já ouvi’… Mas eu pensei, ‘Bem, espera um segundo, Bob, Talvez o Travis ainda esteja vivo’. Sabe, ele estava em uma viagem de morte. Eu não acho que ele tenha vivido mais de seis meses depois do filme, mas talvez ele ainda esteja vivo'”, teoriza.

“Talvez ele seja o infame ‘Unabomber’ Ted Kaczynski. Talvez o filme inteiro seja ambientado em uma cabine em Montana, onde ele escreve o diário, enviando bombas. Isso poderia ser legal. Mas o De Niro não gostou dessa ideia”, revela o roteirista.

Taxi Driver | Lendário filme de Robert DeNiro não vai ganhar continuação

Taxi Driver foi lançado em 1976, e é considerado um marco da Nova Era de Hollywood. O filme foi indicado para inúmeras premiações, e o personagem de DeNiro entrou para o imaginário popular americano.

Paul Schrader teve sua primeira indicação ao Oscar este ano, com o drama Fé Corrompida.

A parceria de Martin Scorsese e Robert De Niro será retomada ainda este ano com O Irlandês, aguardado novo filme do cineasta para a Netflix.