The Irishman, filme que Martin Scorsese dirige para a Netflix, ganhou novos detalhes após uma entrevista da editora Thelma Schoonmaker ao Yahoo UK. O filme se passará em épocas distintas.

Para o portal, a editora falou sobre os riscos de fazer um filme com tecnologia de rejuvenescimento. Foi quando citou a ideia utilizada para o drama que se passa no mundo do crime.

“Nós estamos rejuvenescendo os atores na primeira metade do filme. E na segunda metade eles interpretam com a idade verdadeira deles. É um grande risco. Isso está sendo feito pela ILM. É um grande risco mesmo”, afirmou a editora.


Outra informação de Thelma é de que o filme tem um grande orçamento por conta do processo de edição. Essa produção pode explicar a demora para o lançamento. Martin Scorsese trabalha em The Irishman há dois anos.

The Irishman | Ator afirma que filme de Martin Scorsese com a Netflix será lançado em outubro

“Nós temos uma cena em que todos aparecem jovens, e o que eu e Marty teremos que ver é, ‘como isso afeta o filme inteiro quando vemos todos jovens?’. De forma interessante, mostramos apenas para poucas pessoas, porque eles usam algumas coisas em seus rostos e nas roupas que rastreiam o movimento”, explicou a editora.

Inspirado e baseado no livro de 2003 I Heard You Painy Houses, de Charles Brandt, o filme terá no elenco três lendas do cinema: Robert De Niro, Al Pacino e Joe Pesci. Os três já trabalharam diversas vezes com Scorsese, principalmente De Niro e Pesci.

A previsão de lançamento para The Irishman é de 2019, com o elenco informando que a obra deve ser lançada em outubro.