Membros da Marinha dos Estados Unidos negaram que tenham tido problemas com Tom Cruise durante as gravações de Top Gun: Maverick.

Primeiro, entenda a história: por meio das redes sociais, um grupo de supostos oficiais criticaram severamente o astro por um possível comportamento arrogante nos bastidores, chegando a xingá-lo. Alguns deles apontaram inclusive que Tom Cruise teria pedido para não ser tocado durante as gravações.

Top Gun: Maverick | Tom Cruise é chamado de arrogante por oficiais que ajudaram em filmagens


Em um comunicado oficial feito à NBC, autoridades da Marinha dos Estados Unidos comentaram sobre a polêmica. No texto, eles exaltam o profissionalismo de Cruise.

Tom Cruise e o elenco não foram nada mais que graciosos e profissionais durante as filmagens com todos os marinheiros.”

Missão: Impossível | Tom Cruise quase se aposentou da franquia após quarto filme

Um comandante da Marinha dos Estados Unidos destaca que jamais teria permitido que Cruise desrespeitasse seus oficiais nos bastidores Top Gun: Maverick. Outros marinheiros contam que Cruise jamais exigiu que não fosse tocado e que foi muito receptivo com todos.

As alegações de que Tom Cruise teria maltratado os oficiais da Marinha começaram em um fórum anti-cientologia, religião praticada pelo astro. Tudo não teria passado de uma maneira de boicotá-lo.

Top Gun: Maverick | Jennifer Connelly garante que fãs ficarão felizes com a continuação

Top Gun: Maverick conta com a volta de Tom Cruise ao papel principal, em elenco que tem Jon Hamm, Ed Harris, Glen Powell e Jennifer Connelly.

O novo filme também conta com o retorno de Val Kilmer a seu papel icônico de Tom ‘Iceman’ Kazansky. A trama envolverá o desenvolvimento de drones no exército americano.

Dirigido por Joseph Kosinski, Top Gun: Maverick estreia nos cinemas americanos em 26 de junho de 2020.