Em entrevista com o Collider, o supervisor de efeitos especiais de Vingadores: Guerra Infinita, Dan Deleeuw, contou que inicialmente os efeitos especiais usados na sequência em que os super-heróis viram “pó” seriam bem diferentes. Aparentemente, a cena seria um pouco mais “espalhafatosa”, usando efeitos de luz.

“É como se houvesse uma espécie de assinatura em cada poder das Joias, certo? Elas são usadas individualmente e depois são misturadas. Inicialmente, algo parecido acontecia enquanto todos se tornam pó. Havia muitos efeitos de luz, como uma espécie de iluminação interior da alma. Mas quando começamos a trabalhar com a performance de Tom, quando Peter desaparece, percebemos que isto estava acabando com a cena”, comentou.

A equipe percebeu que efeitos mais simples combinariam melhor com as performances dos atores. “Basicamente, a linguagem do design tentou estudar o que os atores estavam sentindo naquele momento. Pete está aguentando o máximo que pode, então as partículas meio que tentam expressar isto. Já a Feiticeira Escarlate simplesmente se entrega. Em última instância, tentamos compreender o que cada ator estava fazendo.”


Vingadores | Fã percebe mudanças na sede dos super-heróis ao longo dos filmes; veja

“Depois dos eventos devastadores de Vingadores: Guerra Infinita (2018), o universo está em ruínas por causa dos esforços do Titã Louco, Thanos. Com a ajuda de aliados remanescentes, os Vingadores precisam se unir mais uma vez para desfazer as ações de Thanos e restaurar a ordem do universo de uma vez por todas, sem importar quais sejam as consequências”, diz a sinopse oficial.

O elenco confirmado do filme inclui Robert Downey Jr, Chris Evans, Chris Hemsworth, Scarlett Johansson, Jeremy Renner, Mark Ruffalo, Paul Rudd, Don Cheadle, Tessa Thompson, Bradley Cooper, Brie Larson, Karen Gillan e Josh Brolin.

Anthony e Joe Russo (Vingadores: Guerra Infinita) retornam para a direção do novo filme.

Vingadores: Ultimato chega aos cinemas no dia 25 de abril.