Em entrevista com a EW, o diretor Simon Kinberg comentou sobre o sentimento de conclusão de X-Men: Fênix Negra, já que provavelmente é a última produção da Fox baseada na Marvel antes de ser fundida com a Disney.

Embora o cineasta destaque que realmente queria trazer um clima de adeus ao longa, ele menciona o futuro dos X-Men nos cinemas ainda está incerto.

“Eu realmente não sei o que pode acontecer. Eu não tive conversas formais com a Disney, mas conheço Kevin Feige muito bem. Mas nós não tivemos conversas formais porque até que a fusão seja oficial, eles não podem ter esse tipo de conversa com o pessoal da Fox ou comigo. O que é interessante é que obviamente eu comecei este filme muito antes de a Disney comprar a Fox, e sabia que seria a história da Fênix, que para mim é a última dos X-Men.”


“Queria que o filme fosse a culminação de tudo em alguns aspectos”, continuou. “Não que não pudesse haver outros filmes, mas é como se você tivesse passado 20 anos vivendo com essa família, e agora você vê ela sendo testada, desmoronando e esperançosamente se unindo. Havia algo nesse sentido de conclusão para a família, esse senso de teste, esse sentimento de perda. Não é necessariamente o fim da franquia, mas é o fim para eles.”

X-Men: Fênix Negra | Diretor fala sobre atrasos e refilmagens

O elenco de Fênix Negra conta ainda com os retornos de James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence, Nicholas Hoult, Alexandra Shipp, Tye Sheridan, Evan Peters e Kodi Smit-McPhee. Jessica Chastain vive a vilã do filme.

Simon Kinberg fará sua estreia na direção, após trabalhar na produção e roteiro de praticamente todos os filmes da franquia.

X-Men: Fênix Negra estreia nos cinemas no dia 6 de junho.