A Universal Pictures e a Blumhouse estão desenvolvendo uma nova adaptação de O Homem Invisível para os cinemas, visando reviver a ideia fracassada do Dark Universe – enterrado com o reboot de A Múmia.

Agora, de acordo com uma declaração da atriz Elisabeth Moss (The Handmaid’s Tale), que foi cortejada para um dos papéis centrais do reboot, o papel protagonista do filme pode trocar o sexo do personagem titular.

“Eu diria que não estaria necessariamente substituindo Johnny Depp. Eu posso dizer isso. Mas eu acho que é uma história incrível que precisa ser contada novamente. Talvez com uma mulher. Eu não estou dizendo que vou fazer. Só estou dizendo que teoricamente isso seria uma ótima ideia”, disse a atriz.


O Homem Invisível | Produtor promete baixo orçamento e foco nos personagens

Inicialmente, Johnny Depp iria interpretar o icônico personagem, mas já foi descartado do projeto. A produção fica por conta de Jason Blum, da Blumhouse Productions. Elisabeth Moss está em negociações para viver a personagem Cecilia Kiss.

O Homem Invisível seria parte do novo Dark Universe produzido pela Universal. Com o fracasso de A Múmia, protagonizado por Tom Cruise, o futuro da franquia foi repensado, e continua nebuloso.

O primeiro filme do Homem Invisível foi lançado em 1933, com Claude Rains interpretando o personagem título. Baseado em um conto de ficção científica de H. G. Wells, O Homem Invisível conta a história de Dr. Jack Griffin, um cientista cujos estudos sobre a refração óptica acabam resultado em sua invisibilidade.

O projeto não tem data de estreia.