Bohemian Rhapsody já deixou quase todos os cinemas do mundo, mas estreou recentemente na China e no Japão. Por isso, a arrecadação da cinebiografia do Queen e de Freddie Mercury segue crescendo.

Neste domingo (14), foi registrado que o filme ultrapassou a casa dos US$ 900 milhões ao redor do mundo. É, com folga, a cinebiografia musical com a maior arrecadação da história.

Ao redor do mundo, o longa tem a marca de US$ 685 milhões. Enquanto apenas nos EUA, conquistou US$ 216 milhões.


Bohemian Rhapsody retrata a rápida ascensão de Freddie Mercury (Rami Malek) e do Queen ao sucesso. A trama ainda pretende explorar a relação do líder com os seus colegas de banda, Brian May (Gwilym Lee), John Deacon (Joseph Mazzello) e Roger Taylor (Ben Hardy).

O elenco ainda conta com participações de Lucy Boynton, Mike Myers e Tom Hollander.

A direção ficou por conta de Bryan Singer, que foi demitido ao longo da produção, sendo substituído por Dexter Fletcher (Rocketman).

O filme ganhou 4 estatuetas do Oscar, incluindo Melhor Ator.