Em entrevista com o Collider, os diretores da nova versão de Cemitério Maldito, Dennis Widmyer e Kevin Kölsch, admitiram frustração pelo trailer do terror ter revelado tantos detalhes da trama.

“É algo que não teríamos feito, mas não trabalhamos com marketing”, disse Widmyer. “Mas, para o crédito dos responsáveis por esta parte, mais pessoas se interessaram depois que o trailer foi revelado. Não estou dizendo que foi por causa disso. Há algo a ser dito sobre as pessoas saberem o que esperar e estarem prontas, em vez de ficarem surpresas por não saber de nada.”

Widmyer continuou: “As pessoas ficam chamando de reviravolta, como se tivéssemos estragado a grande reviravolta. Não é uma reviravolta. Não estragamos todo o terceiro ato ou mostramos como o filme termina. É uma revelação, então você vive naquele momento de emoção e tristeza por não pensar que está vendo um momento de surpresa e choque.”


O filme conta a história do Dr. Louis Creed (Jason Clarke), que, depois de mudar com sua esposa Rachel (Amy Seimetz) e seus dois filhos pequenos de Boston para a área rural do Maine, descobre um misterioso cemitério escondido dentro do bosque próximo à nova casa da família. Quando uma tragédia acontece, Louis pede ajuda ao seu estranho vizinho Jud Crandall (John Lithgow), dando início a uma reação em cadeia perigosa que liberta um mal imprevisível com consequências horripilantes.

O elenco do novo filme conta com Jason Clarke (O Primeiro Homem), John Lithgow (The Crown) e Amy Seimetz (Alien: Covenant), que protagonizam a história sobre um cemitério amaldiçoado.

O livro de King já foi transformado em filme no ano de 1989, com direção de Mary Lambert. No final desse ano, a obra completa 35 anos desde que foi lançada pelo autor.

A estreia de Cemitério Maldito acontece em 9 de maio no Brasil.