Tolkien é mais uma cinebiografia envolvida em polêmica com a família do homenageado. Em comunicado nesta terça (23), parentes de J.R.R. Tolkien afirmaram não aprovar o filme, que é estrelado por Nicholas Hoult.

Os familiares quiseram “deixar claro que não aprovam e não autorizaram a participação” no filme. A trama conta histórias da juventude do escritor, que teriam inspirado na criação de O Senhor dos Anéis.

“Eles não endossam o longa ou qualquer conteúdo dele”, reafirma o comunicado.


Os familiares deixaram claro que não viram a cinebiografia. O comunicado também cita outras tentativas de projetos, que acabaram não sendo aprovadas.

O diretor finlandês Dome Kakuroski, que recentemente comandou outra biografia de um artista importante, o ilustrador Tom of Finland, comanda o novo projeto.

Nascido em 1892 e veterano da Primeira Guerra Mundial, Tolkien publicou seu primeiro livro passado na Terra Média, O Hobbit, depois de ter passado dos 40 anos. O autor foi um estudioso da linguística e da teologia, e faleceu em 1973, aos 81 anos.

Tolkien chega aos cinemas americanos em 10 de maio, mas ainda sem previsão para chegar ao Brasil.