Foi anunciado há algumas semanas que o Disney +, serviço que promete abalar a indústria do streaming, trará praticamente todas as produções lançadas pela Disney, das mais clássicas às mais modernas, mas há um longa-metragem em particular que jamais ficará disponível na plataforma.

De acordo com a Boardwalk Times, o controverso A Canção do Sul não estará disponível no Disney + quando o serviço for lançado, tendo sido banida qualquer possibilidade de o longa ser adicionado ao catálogo algum dia.

Filme de 1946, A Canção do Sul centra-se no Tio Remus, um ex-trabalhador de campo que relembra com carinho seu tempo após a Guerra Civil Americana. O longa gerou muita polêmica por retratar um ex-escravo considerando boa uma época em que tinha que servir donos brancos.


Como se o polêmico enredo não fosse o bastante, A Canção do Sul também causou controvérsia após o protagonista, James Baskett, ser banido da festa de estreia por causa das leis de segregação racial da cidade Atlanta.

O relatório ainda menciona que a animação Dumbo deve ser editada antes de ser adicionada ao Disney +, removendo uma sequência de cenas “insensivelmente racistas” em que os corvos, retratados como caricaturas de estereótipos afro-americanos, ajudam a ensinar o elefantinho a voar.

O Disney + será lançado em 12 de novembro, nos Estados Unidos.