Jamie Dornan assumiu os holofotes de Hollywood ao estrelar a trilogia Cinquenta Tons de Cinza. Nascido na Irlanda do Norte, o ator de 36 anos fez algumas revelações sobre seu passado trágico.

Em entrevista para o podcast  Out to Lunch With Jay Rayner, o ator revela que quase recusou o papel na trilogia, pois sabia que os filmes seriam duramente criticados.

“É muito esquisito, sendo sincero. Você é apresentado com essa incrível oportunidade que terá o maior impacto na sua vida e mudará muitas coisas – sinceramente, a maior parte financeiramente, mas também na carreira, porque vai abrir muitas portas. Mas você sabe que será criticado”, explica o ator.


“Você tenta fazer o melhor que pode e aproveitar ao máximo, mas sabíamos que os livros eram adorados por muitos, comprados muitos, mas detestados por muitos… Provavelmente seria o mesmo com os livros”, diz Dornan.

“Há uma grande alegria de fazer parte, e é uma jornada maluca de se assumir, mas também – acima de tudo – é só um trabalho. É um set de filmagem, não é diferente de qualquer outro set. Só temos mais sexo simulado”, diz.

Estrelado por Dornan e Dakota Johnson, Cinquenta Tons de Cinza foi lançado em 2015. As continuações, Cinquenta Tons Mais Escuros e Cinquenta Tons de Liberdade, foram lançados em 2017e 2018.

Recentemente, Dornan teve um papel em Robin Hood: A Origem, e trabalha na continuação de Trolls.