A participação de Mark Hamill como Luke Skywalker em Star Wars: O Despertar da Força foi curtíssima, com o veterano intérprete do Mestre Jedi aparecendo apenas por alguns segundos antes do filme acabar.

Em entrevista para o The Hollywood Reporter, Hamill revelou a sugestão que havia dado para os produtores no período de desenvolvimento, que envolvia uma reunião entre Luke, Han Solo e Leia Organa.

“Todos falam sobre o choque de perceber que, em O Despertar da Força, eu não aparco até o final, um choque ainda maior para mim foi matar Han Solo antes que Luke pudesse ver seu melhor amigo novamente. Digo, posso estar sendo egoísta, mas eu disse ‘Caramba, isso me parece uma oportunidade perdida’. Até de ter nós três juntos, nem que fosse breve. Eu dei a ideia pro J.J. Abrams de, ‘Você pode me colocar no final, mas que tal isso, Leia tenta me contatar telepaticamente, ela fica nervosa porque não há respostas e ela resolve correr para a nova Estrela da Morte – são três, até agora'”, diz Hamill.


“E ela quase chega lá, mas é parada por dois Stormtroopers e assim que ela é raptada, um Stormtrooper atira no outro, tira seu capacete e diz, ‘Oi mana, vim aqui pra te resgatar’. Eu disse que isso iria explodir as expectativas, e eu ainda estou no final”, relembra o ator.

O episódio final da saga Skywalker nos cinemas traz veteranos da franquia como Carrie Fisher (que terá imagens de arquivo utilizadas), Mark Hamill, Billy Dee Williams e Anthony Daniels.

Eles se juntam ao elenco formado por Daisy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac, Adam Driver, Kelly Marie Tran, Matt Smith, Naomie Ackie, Dominic Monaghan, Keri Russell e Joonas Suotamo.

J.J. Abrams (Star Wars: O Despertar da Força) retorna para a cadeira de direção. Ele também assina o roteiro, ao lado de Chris Terrio (Liga da Justiça).

Star Wars: Episódio IX estreia nos cinemas brasileiros em 19 de dezembro.