O mais recente filme de Quentin Tarantino, Era Uma Vez em Hollywood é garantia de causar polêmicas e provocações, especificamente por trazer fatos e personagens inspirados em figuras reais.

Um dos pontos da trama é justamente o assassinato da atriz Sharon Tate pelo culto da família de Charles Manson. Na época, Tate era casada com o cineasta Roman Polanski, que está em exílio de Hollywood desde 1978.

Porém, a esposa de Polanski, Emmanuelle Seigner, escreveu um post em seu Instagram criticando Tarantino, por ter usado a trágica história de Polanski à seu favor.


“Estou só dizendo que não incomoda o pessoal de Hollywood fazer um filme que pega Roman e sua história trágica… ao mesmo tempo em que fizeram dele um pária. Tudo isso sem consultá-lo, é claro”, escreveu Seigner.

Em Era Uma Vez em Hollywood, a dupla Leonardo DiCaprio e Brad Pitt toma a frente, interpretando, respectivamente, um ator de TV em decadência e seu dublê na Hollywood de 1969.

Os atores são vizinhos de um casal bem conhecido da época: Roman Polanski e Sharon Tate, que seria assassinada por membros do culto de Charles Manson em uma fatídica noite daquele mesmo ano.

Além de Brad Pitt e Leonardo DiCaprio; Timothy Olyphant, Luke Perry, Damian Lewis, Dakota Fanning, Al Pacino, Emile Hirsch, Clifton Collins Jr, Tim Roth, Michael Madsen, Keith Jefferson, Mike Moh, Nicholas Hammond, Bruce Dern e Margot Robbie completam o elenco.

Era Uma Vez em Hollywood tem previsão de lançamento para o dia 15 de agosto no Brasil.