Uma das maiores novelas de Hollywood foi a demissão repentina de James Gunn de seu posto de diretor em Guardiões da Galáxia Vol. 3, que acabou levando-o para um reboot de Esquadrão Suicida na DC e então de volta para os corredores da Marvel; quando a Disney voltou atrás em sua decisão.

Com Gunn de volta ao comando dos Guardiões, ele também continuará produzindo outros filmes na Marvel Studios, especialmente no chamado universo cósmico da editora – que é expandido com Guardiões da Galáxia, Capitã Marvel e o vindouro Os Eternos.

“Eu vou continuar na Marvel. Quer dizer, eu vou continuar produzindo algumas coisas, sabe”, confirma o diretor para o The Hollywood Reporter, durante divulgação de Brightburn: Filho das Trevas.


“Eu acho que, no fim das contas, produzir algo como Brightburn – onde eu estive no set todo dia trabalhando com o diretor Dave Yarovesky e com a Elizabeth Banks fazendo esse filme – é um pouco mais satisfatório que, por exemplo, com a Marvel; onde eu faço anotações no roteiro e os ajudo com os personagens, essas coisas. Eu penso, eu sou um cineasta, então gosto de fazer filmes e contar histórias”, diz Gunn.

James Gunn atualmente está na pré-produção de Esquadrão Suicida 2, para a Warner Bros, e logo depois deve voltar para a direção de Guardiões da Galáxia Vol. 3.