Hollywood está repleto de histórias de que algum filme poderia ter sido diferente. Isso também aconteceu com a trilogia de O Hobbit.

Em entrevista de divulgação de Tolkien, cinebiografia do criador de O Senhor dos Anéis e de O Hobbit, Lily Collins contou que fez um teste para ser a Tauriel da saga. No entanto, a seleção foi vencida por Evangeline Lilly, que atualmente é a Vespa do Universo Marvel dos Cinemas.

“Eu fiz o teste para o filme de Peter Jackson. Ele não estava lá! Fui uma das centenas que estavam lá. Eu era muito inspirada pelos filmes dele e pelos livros de Tolkien, então apenas ter participado da seleção foi incrível. Então, quem saberia que anos depois eu estaria vivendo a mulher que ajudou a criar os personagens? Sinto que é a finalização de um ciclo”, declarou Lilly Collins ao Yahoo UK.


A atriz está perto de chegar aos cinemas como Edith Bratt, a esposa de J.R.R Tolkien. Lilly Collins contracena ao lado de Nicholas Hoult na cinebiografia.

O diretor finlandês Dome Kakuroski, que recentemente comandou outra biografia de um artista importante, o ilustrador Tom of Finland, comanda o novo projeto.

Nascido em 1892 e veterano da Primeira Guerra Mundial, Tolkien publicou seu primeiro livro passado na Terra Média, O Hobbit, depois de ter passado dos 40 anos. O autor foi um estudioso da linguística e da teologia, e faleceu em 1973, aos 81 anos.

Tolkien chega aos cinemas americanos em 10 de maio, mas ainda sem previsão para chegar ao Brasil.