Em entrevista ao Bloody Disgusting, o diretor do novo Brinquedo Assassino, Lars Klevberg, revelou qual cena ele não pôde colocar no filme.

Segundo o diretor, o filme não poderia trazer cenas iguais às das versões anteriores do filme.

“Acho que uma história sobre isso é a morte de Shane, quando ele tira seu rosto”, disse Klevberg. “No roteiro original, Chucky corta sua cabeça e coloca a cabeça na mesa para Andy, mas aparentemente, eles fizeram isso no segundo ou terceiro, então não podíamos fazer isso”.


O diretor revelou que os produtores vetaram a ideia, justamente porque aparece em outro filme da franquia.

“Então você é forçado a inventar algo diferente e uma ideia que eu tive foi, ‘okay, então ele pode tirar o seu rosto e colar em uma melancia?’. ‘Sim, claro, isso você pode fazer’. ‘Ótimo, vamos fazer isso”, continuou o diretor.

O novo Brinquedo Assassino estreia em 22 de agosto no Brasil.