Judi Dench já trabalhou com Harvey Weisntein e Kevin Spacey em Chegadas e Partidas (2001) e anteriormente disse ter ficado “horrorizada” com as acusações de assédio, estupro e abuso contra Weinstein.

Agora, em uma nova entrevista ao Radio Times, a atriz comentou sobre como isso pode afetar suas contribuições para o Cinema e Teatro, ainda, no entanto, condenando o comportamento de ambos.

“Que tipo de agonia é essa?”, disse a atriz. “Vamos negar 10 anos de trabalho no Old Vic [um teatro inglês] e tudo que ele fez [como diretor artístico] – o quão maravilhoso ele foi em todos aqueles filmes? Simplesmente vamos deixar de ver todos os filmes que Harvey produziu?”.


“Você não pode negar alguém o seu talento. Seria o mesmo que nunca mais olhar para uma pintura do Caravaggio. Ou nunca mais ver Noël Coward”, continuou Dench, fazendo referência ao fato de Caravaggio já ter assassinado outro homem, enquanto que Coward também foi acusado de comportamento predatório por outros jovens.

Tanto Weinstein quanto Spacey continuam com seus casos abertos.