Vingadores: Ultimato toca muito no tema da paternidade. Tony Stark reencontra e faz as pazes com o seu pai, Howard, e ainda ama ser o pai da pequena Morgan.

Com todos esses laços, o filme pode muito bem ter levantado uma questão sobre a origem de Tony Stark, o Homem de Ferro. O personagem pode ter sido secretamente adotado, como acontece com o herói nas HQs da Marvel.

A evidência para isso está na data em que Tony Stark e o Capitão América viajam para o passado: em 1970. Como se sabe, por arquivos mostrados em Homem de Ferro 2 e Os Vingadores, o Homem de Ferro nasceu em 29 de maio daquele ano.


No filme, Tony Stark sabe que ele e Steve Rogers devem viajar para o campo Leigh, onde encontrarão Hank Pym e o Tesseract. Ele apenas diz que tem uma “ideia vaga” da data, mas tem certeza que os dois devem viajar para lá.

Os dois chegam em Leigh no dia 7 de abril, um mês antes do nascimento de Tony. O Homem de Ferro percebe e é por isso que dá conselhos sobre paternidade para o próprio pai.

Porém, como notou o portal Screen Rant, o Homem de Ferro se surpreende ao ver que o seu pai está levando flores e comida para casa. Tony brinca que Howard terá “um encontro quente”. O cientista apenas responde que a sua mulher está, na verdade, esperando um bebê.

Tony Stark se mostra confuso, já que nasceria só em um mês. Essa cena pode ser o argumento para ligar a origem do Homem de Ferro direto com os quadrinhos da Marvel.

Nas HQs, Howard e Maria Stark ganham o seu primeiro filho, mas ele tem uma doença degenerativa grave. É assim que, em silêncio, adotam Tony e nunca contam a verdade.

Se o jogo com as datas for proposital, o MCU (sigla em inglês para Universo Cinematográfico da Marvel) pode se abrir até para uma introdução de Arno Stark. Nas HQs, ele se torna o brilhante e bondoso irmão de Tony.

A Marvel, claro, não confirma essa referência. Por enquanto, é apenas uma teoria sobre a origem do Homem de Ferro.

Vingadores: Ultimato está em cartaz nos cinemas.