Pela primeira vez desde O Grande Truque, de 2006, Hans Zimmer não estará em um filme de Christopher Nolan. O famoso compositor recusou trabalhar em Tenet para criar a trilha sonora do reboot de Duna.

A revelação foi feita em uma entrevista para o site The Playlist. Os dois filmes estão em produção e com lançamentos agendados para 2020, o que dificultou a vida de Zimmer.

Duna é um dos meus livros favoritos da minha adolescência. Eu amo Denis Villeneuve (o diretor) e obviamente o editor Joe Walker. Nós trabalhamos em 12 Anos de Escravidão e em As Viúvas juntos. Nós começamos juntos na BBC, em 1988. É legal trabalhar com família”, explicou o compositor.


Com a recusa de Zimmer, Nolan conseguiu Ludwig Göransson para trilha sonora de Tenet. O músico tem um Oscar de Melhor Trilha Original por Pantera Negra.

“Eu tenho que fazer Duna. Chris entendeu que eu tenho que fazer. Ele vai ficar bem, Ludwig e eu somos amigos. Esqueça a parte do amigo, ele é muito bom”, declarou Zimmer.

Poucos detalhes sobre Tenet foram revelados, mas o projeto é descrito como um suspense de espionagem internacional, que deve contar com muita ação; garantindo filmagens em IMAX.

Duna é uma adaptação do livro de Frank Herbert, lançado em 1965. O filme “conta a história de Paul Atreides, um jovem brilhante e talentoso nascido com um grande destino além de seu entendimento, que deve viajar para o planeta mais perigoso do universo para garantir o futuro de sua vida, família e seu povo. À medida que as forças malévolas explodem em conflito sobre o recurso mais precioso existente no planeta – uma mercadoria capaz de desbloquear o maior potencial da humanidade -, somente aqueles que podem dominar seu medo sobreviverão”, como afirma a sinopse.

Duna estreia em 20 de novembro de 2020. Enquanto Tenet chega um pouco antes, em 17 de julho.