Midsommar, mais novo terror de Ari Aster, de Hereditário, promete ser um dos grandes filmes do gênero em 2019. No entanto, o que pode chamar atenção é uma das inspirações do longa para a história trágica.

Para Variety, o diretor revelou que a ideia de Midsommar surgiu por conta do fim de um relacionamento que não foi dos melhores. A trama do filme, de fato, engloba a viagem perturbadora de dois namorados.

“Eu estava meio que passando por um término no momento e juntando os pedaços de um relacionamento fracassado. Eu queria escrever um filme sobre términos antes, mas eu nunca achei um ângulo que fosse interessante e não senti que fosse um drama de revolta. Mas, então uma produtora sueca se aproximou de mim e me disseram que queriam escrever uma história de terror na Suécia. Nós achamos que esse cenário seria perfeito para contar uma história de terror no campo que fosse sobre o fim de um relacionamento”, explicou Aster.


Midsommar: O Mal Não Espera a Noite conta a história de um casal, interpretados por Jake Reynor e Florence Pugh, que estão viajando pela Suécia para visitar um amigo durante um festival de verão. O que era para ser uma folga relaxante, se torna em uma luta de vida ou morte contra um culto pagão.

Também estão no elenco William Jackson Harper, Will Poulter, Vilhelm Blomgren e Ellora Torchia.

Midsommar: O Mal não Espera a Noite chega no dia 19 de setembro nos cinemas brasileiros.