A San Diego Comic-Con 2019 foi de revelações para Vingadores: Ultimato. Dessa vez, os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely trataram sobre a Viúva Negra.

A personagem de Scarlett Johansson se sacrificou em Vormir para que os Vingadores conseguissem a Joia da Alma. A morte da heroína é a mais sentida entre os fãs, junto com a do Homem de Ferro.

Na convenção de fãs, os roteiristas admitiram para MTV que a decisão “foi a mais arriscada” de Vingadores: Ultimato. Mesmo assim, a dupla defendeu a escolha.


“Eu acho que matar Natasha foi a que mais nos preocupou. Eu acho que foi um ponto apropriado na história, é o fim da jornada dela, é a coisa mais heroica de todas, consegue unir os Vingadores de novo e traz o mundo de volta. Sabe, ela tinha muito sangue em seu histórico e chegou tão longe, fazendo esse sacrifício”, explicou Markus.

A preocupação surgiu pela Viúva Negra ser a primeira heroína do MCU (sigla em inglês do Universo Cinematográfico da Marvel).

“Ela é a primeira. Podem argumentar que há mais histórias para ela, parece até que vamos ter. Mas, sabe, nós pensamos coletivamente que é a melhor escolha para nós e agora vamos viver com as consequências”, completou o roteirista.

A nova história da Viúva Negra é o filme solo da heroína, confirmado na mesma Comic-Con. O longa será uma continuação de Capitão América: Guerra Civil, contemplando o que acontece antes de Vingadores: Guerra Infinita.

Viúva Negra chega aos cinemas em 1° de maio de 2020.