Em entrevista para o 60 Minutes, Samuel L. Jackson contou como era um fã de carteirinha de Star Wars antes mesmo de ser escalado para a franquia. Na trilogia prelúdio, lançada no início dos anos 2000, o ator viveu o jedi Mace Windu.

O ator contou que essa paixão surgiu com o lançamento do primeiro filme da saga, Star Wars: Uma Nova Esperança, em 1977. Isso fez com que ele tivesse uma reação bem diferente de outros atores ao ser convidado para participar do filme. Quando se encontrou com George Lucas, criador da saga, Samuel L. Jackson lembra ter ficado “estático”.

“Eu não me importo, cara, eu posso até ser um Stormtrooper”, respondeu o ator na época, que queria apenas, “correr pela tela e dizer que estava em Star Wars”.


Lucas, no entanto, tinha planos bem maiores. A emoção do astro só aumentou quando soube do seu papel. “Eu fiquei, oh meu Deus, isso é uma loucura”, completou Samuel L. Jackson.

Na entrevista, o artista mostrou como Uma Nova Esperança foi importante para ele. Samuel L. Jackson lembrou detalhadamente do “bar intergalático”, que contava com “pessoas saindo, grandes coisas, pequenas coisas, coisas peludas, coisas de um olho, de cinco olhos”. A partir desse momento, a estrela sabia que tinha que trabalhar na saga.

A última aparição de Windu foi em Star Wars: A Vingança dos Sith. Não há informações de que o ator possa retornar para franquia.

Em 2019, a saga lança o Episódio 9, Star Wars: A Ascensão Skywalker, no dia 19 de dezembro.