Depois de uma década trabalhando para a Marvel, os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely tiveram o grande desafio da carreira. Foram convocados para escrever Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato.

Na San Diego Comic-Con 2019, em painel nesta sexta, 19, os roteiristas contaram que o filme final dos Vingadores estava pronto antes de Guerra Infinita, que abre a batalha contra Thanos. A dupla começou pelo desfecho da história.

“Ultimato estava 99% pronto antes de Guerra Infinita sair”, compartilhou Markus.


“Nós tínhamos aprendido que as pessoas amam o Homem-Aranha”, completou McFeely.

Os roteiristas, então, foram questionados sobre o corte de uma cena. Foi mais uma oportunidade para explicar o processo de desenvolvimento do roteiro e uma versão do final, que não aconteceu.

“Nós não perdemos ela. Nós a tiramos. Foi parcialmente inspirado por Kevin Feige (presidente da Marvel). Ele veio para Atlanta, onde estávamos presos há anos, e trouxe vários painéis de quadrinhos… nós estávamos já com a história avançada, ele não queria perder o lado psicodélico do universo de Jim Starlin (criador de Thanos), então nós tiramos o Tribunal Vivo do filme… Então, Thanos e o Doutor Estranho lutariam, o Doutor Estranho explodiria a mente de Thanos e o mandaria para o plano da mente”, completou McFeely.

A cena seria parecida com a da Anciã e do Doutor Estranho no filme solo do herói. Ao final de Vingadores: Ultimato, Thanos seria julgado pelo Tribunal Vivo por todos os seus crimes contra a galáxia.

Vingadores: Ultimato, com conteúdo extra, segue em cartaz nos cinemas.