A Universal criou uma polêmica no mundo do cinema ao cancelar o lançamento do terror The Hunt. O estúdio acredita que a trama do filme não chega em boa hora, uma vez que os EUA foi palco de dois recentes atentados.

A trama de The Hunt segue Crystal (Betty Gilpin, de Glow), uma mulher que se torna refém de uma caçada humana – o grupo dos reféns é composto de pessoas pobres. No filme, um grupo de ricos, liderado por uma mulher misteriosa (Hilary Swank), promove esse tipo de situação. No entanto, Crystal se rebela e muda a situação do jogo, passando a matar os caçadores.

Mesmo com a situação, Jason Blum, presidente da Blumhouse, que produziu o filme, garante que quer lançar The Hunt. O executivo, porém, não deu uma previsão para isso.


“Definitivamente tem uma chance. Eu espero que sim”, declarou Blum para Vulture.

O presidente da Blumhouse refletiu que o filme pode ter errado em sua divulgação. O marketing espalhou placas pelos EUA com o recado de que “a temporada de caças estava começando”. No entanto, o executivo argumenta que as tramas dos filmes não podem ser punidas por conta disso.

“Eu aprendi muitas lições. Se me oferecessem para fazer o filme de novo, eu diria que sim. Nós erramos no marketing e cometemos muitos erros ao longo do caminho. Então, eu aprendi muito. Pode mudar como eu posiciono os filmes e como faço o marketing. Mas, mudará como faço filmes? Não”, garantiu o presidente da produtora.

O elenco de The Hunt trazia também Emma Roberts (American Horror Story), Justin Hartley (This Is Us) e Glenn Howerton (Fargo).

Damon Lindelof (Lost) escreveu o roteiro. Craig Zobel (Z for Zachariah) ficou na direção.

The Hunt segue cancelado.