Na versão comentada de Vingadores: Ultimato, os roteiristas Stephen McFeely e Christopher Markus revelaram que a franquia de Homem-Formiga foi fundamental para resolver um grande problema do filme.

“Isso aqui [versão comentada de Vingadores: Ultimato] se parece muito com nossas reuniões em que discutíamos como poderíamos sair dessa encruzilhada em que nos colocamos ao final de Guerra Infinita, lidando com a ideia de máquina do tempo”

“Nós pensavamos que esta era a ideia mais estúpida de todas, mas graças à franquia de Homem-Formiga, que ainda não tinhamos trabalhado direito, tivemos uma legitimidade da ciência, e uma espécie de semente para a ideia de máquina do tempo, o que foi fundamental”, disse Christopher Markus.


Na mesma seção de comentários, os Irmãos Russo, diretores de Vingadores: Ultimato, falaram sobre como a ideia de máquina do tempo – proporcionada pelo Reino Quântico de Homem-Formiga – foi “fantástica” e como ela possibilitou que o filme tivesse diversas cenas emocionantes que não seriam possíveis sem esse recurso.

Você sabe como Vingadores: Ultimato preparou o terreno para as séries do MCU? Descubra TUDO o que sabemos sobre as séries da Disney+ e muito mais no Observatório de Séries. Além disso, confira o gameplay de Marvel Ultimate Alliance 3, que trará Thanos e a Ordem Negra de volta, no Observatório de Games!

Vingadores: Ultimato chega às lojas em DVD e Blu-ray em 13 de agosto.